Os 10 carros mais legais que dirigimos em 2016

vw-golf-3-cilindros-2017-774x516
Golf TSI 1.0

Todo fim de ano é a mesma coisa: hora de relembrar o que passou e esperar por um ano seguinte ainda melhor. Pois, se 2016 não vai deixar saudades pela economia, o que não faltou foram lançamentos de carros interessantes no Brasil. A gente resolveu discutir quais deles foram os mais legais que passaram aqui na redação, e o resultado está na lista a seguir:

Golf 1.0 TSI – Unanimidade, o primeiro hatch médio com motor 1.0 do Brasil conquistou nossos avaliadores. Ele aproveita o motor TSI do up!, porém com mais potência e torque (125 cv e 20,4 kgfm), aliado a um câmbio manual de seis marchas. O resultado é um desempenho muito bom e consumo de carro popular – tudo isso com a dirigibilidade e o acabamento do Golf. Só falta mesmo um câmbio automático como opcional.

 
bmw-m2-teste-13-774x435
BMW M2 – O caçula dos BMW Motorsports é também o mais divertido deles. Tudo porque ele aproveita muitas partes do chassi do M3 num carro menor e mais leve, com entre-eixos mais curto e um motor 6 cilindros turbinado de 370 cv. Uma verdadeira máquina de drift!

test-novo-prius-2016-3-1-774x530-774x530
Toyota Prius – Como assim? Um híbrido na lista dos mais legais? Sim, o novo Prius pode ter design esquisitão, mas seu silêncio, conforto de rodagem e baixíssimo consumo o deixam altamente desejável. Isso sem falar que, na hora de acelerar, são dois motores (um 1.8 a gasolina e um elétrico) a te puxar. Mas o melhor é fazer mais de 25 km/l na cidade!

novo-porsche-911-brasil-33-620x414

Porsche 911 – O mítico esportivo alemão passou por mais uma mudança delicada em sua longínqua carreira: abandonou os motores aspirados em toda a gama, trocando-os por unidades turbinadas de menor litragem. Mas os puristas podem respirar aliviados, pois o “flat-6” continua a falar bonito. Com muito torque em baixas rotações, o 911 está mais feroz desde a versão de entrada, a Carrera – que ainda deixou o 911 mais barato aqui no Brasil, pois antes ele só chegava a partir do Carrera S.




jaguar-f-pace-1-774x435
Jaguar F-Pace – A Jaguar demorou a entrar no terreno dos SUVs. Mas, quando o fez, juntou a expertise da marca irmã Land Rover à esportividade dos felinos ingleses para criar o belíssimo F-Pace. Na versão topo de linha que testamos, a V6 Supercharger, ele tem o rugido mais bonito do mundo SUV e ainda faz trilha praticamente sozinho com o modo autônomo de controle da aceleração e dos freios em baixa velocidade.

 fiat_toro_volcano_005-774x516
Fiat Toro Volcano – A Toro mudou o que as pessoas esperavam de um Fiat. Tudo graças ao belo casamento com a Chrysler, que gerou uma plataforma monobloco robusta e moderna para ser usada por Jeep (Renegade e Compass) e Fiat (Toro). Assim, a picape agradou em cheio com motorzão 2.0 turbodiesel, tração 4X4 e dirigibilidade muito acima da média das picapes com chassi de longarinas. Sem falar no design arrojado e na praticidade do “porta-malas” gigante.

fiesta-ecoboost-e-up-tsi-carplace-34-774x581
Ford Fiesta 1.0 EcoBoost – O motor mais premiado da Ford mundo afora finalmente chegou ao Brasil sob o capô do Fiesta. E o motivo de tanta premiação ficou claro logo no primeiro teste: qual outro carro à venda no Brasil acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e ainda faz 20 km/l na estrada? E isso com a comodidade do câmbio automático – na verdade o Powershift de dupla embreagem, que também faz sua melhor participação neste carro. Pena a Ford ter restrito este pequeno grande motor somente à versão topo de linha…

jeep-compass-x-honda-civic-2-774x435
Jeep Compass 2.0 Flex – É natural olhar para a versão topo de linha de um carro novo. No caso do Compass de segunda geração, porém, é a versão de entrada que mais nos chamou a atenção: equipado com motor 2.0 Tigershark, o SUV conquista pelo equilíbrio. O motor conversa com o câmbio, que conversa com a direção, que conversa com a suspensão… E ele ainda é bonito, bem construído, bem acabado e espaçoso. Ah, e tem preço de briga!

novo-civic-2017-carplace-52-774x516
Honda Civic Touring – A décima geração do Civic chegou para revolucionar, do design arrojado ao comportamento esportivo. A suspensão com buchas hidráulicas, a direção com relação variável, o retrovisor externo com câmera e, claro, o motor 1.5 turbo de 173 cv fazem parte do que apreciamos neste carro. Mesmo usando um câmbio CVT, o Civic turbo se revelou um canhão em nossos testes. Lamentamos apenas que a Honda tenha deixado este propulsor reservado à versão mais cara, que tem preço de Fusion. Mas isso deve mudar num futuro não muito distante.




novo-peugeot-208-1-2
Peugeot 208 1.2 – Mesmo caso do Compass. O 208 foi renovado este ano e quem deveria brilhar era o esportivo GT 1.6 turbo. Mas é a nova versão de entrada com o motor 1.2 de 3 cilindros que reivindica o protagonismo, com uma dirigibilidade marcante e consumo baixo – tanto que foi lançado como o carro mais econômico do Brasil na época, pelos dados do Inmetro.

Deixe uma resposta