Vejas essas dicas antes de rebaixar seu carro

rebaixar-seu-carro_suspensao

Os carros rebaixados são febre entre motoristas que querem dar um novo visual no veículo, e apesar de ser a parte estética o que mais atrai (afinal, rebaixar o carro é poder estiliza-lo), a estabilidade também faz parte.

Quer rebaixar seu carro e deixá-lo bonito para rodar por ai?
Quer saber como rebaixar seu carro dentro da lei?
Quer tirar suas dúvidas quanto as molas, kit de suspensão e demais itens?

Segue a gente e tire suas dúvidas sobre carros rebaixados.

Descarte gambiarras para rebaixar seu carro

Depois da legalização dos carros rebaixados, por conta da Contran, o que não faltam são veículos estilosos rodando pela estrada e as gambiarras de quem quer rodar baixo.

Muitos motoristas, no sonho de rebaixar seu carro, costumam cortas as molas, comprimi-las e fazer muitas outras artes perigosas (e até mesmo seus mecânicos de confiança). Isso pode provocar um acidente sério, podendo ser multado caso o limite de rebaixamento esteja incorreto (10 cm é o permitido), fora que o custo de mão de obra seria até mais alto.

 

 

Fique sabendo…

Quando for rebaixar seu carro a suspensão original terá que ser substituída por um kit indicado, seja suspensão fixa, a ar ou suspensão de rosca. Por isso, antes de fazer um projeto de rebaixamento do seu carro, atente para algumas coisas:

– Pneus e rodas: como o chassi do seu carro ficará mais próximo do chão, terá que escolher rodas e pneus que sejam adequados. De preferência utilize penus adequados, pois os pneus de perfil maior dificultam o rebaixamento do carro.

Amortecedores: no caso de usar a suspensão a ar, as molas são substituídas por bolsas de ar, inseridas no lugar das originais. Já no caso da suspensão fixa, no lugar das molas originais são colocados um conjunto de molas preparadas, assim como na suspensão a rosca.

– Estabilidade: ao optar por rebaixar o carro, ganha-se mais estabilidade e beleza (um carro muito charmoso para rodar), porém, se você fizer alguma gambiarra, como cortar ou comprimir as molas, poderá perder parte do conforto do carro.

 

Rebaixando seu carro dentro da lei

Agora que você já tem seu projeto preparado, é hora de receber sua autorização. Para isso nós criamos um passo a passo de como você pode estar legalizando o rebaixamento do seu carro.

Atenção! Veja o passo a passo antes de começar qualquer coisa e evite dores de cabeça: Passo a passo para legalizar seu carro rebaixado.

 

 

Suspensão a ar: conforto e comodidade

O bom da suspensão a ar é que você controla tudo remotamente e com conforto.
O kit de suspensão a ar vem com um controle remoto, para controlar sua suspensão, assim você pode elevar e rebaixar o veículo sempre que precisar sem ter que sair do carro.

Desse jeito não há problemas quando for passar por um quebra-molas ou qualquer tipo de variação no solo, bastando elevar ou abaixar o carro, sempre que necessário.
O único porém dessa suspensão é o seu valor, que costuma ser mais que o da suspensão fixa e de rosca.

 

Suspensão fixa: menor preço

A vantagem da suspensão fixa, em relação a suspensão a ar, é o seu preço, que sai um pouco mais em conta.

Mas com a suspensão fixa você tem que fazer a configuração ideal, pois não é possível mudar depois ou alterar (como na ar, via controle). Por isso, se optar pela fixa, saiba que não será legal rodar em locais com muitas variações como buracos ou quebra-molas.

 

Suspensão de rosca:

A suspensão de rosca é mais em conta que a ar, contudo, elas são mais trabalhosas. Para poder fazer a regulagem é preciso levar o carro no mecânico, sempre que quiser alterar a altura, e fazer a regulagem de cada roda do carro, uma a uma.

Se quiser conferir mais sobre cada tipo de suspensão, veja a postagem completa que fizemos: Suspensão a ar, suspensão fixa ou de rosca? Entenda as diferenças.



Deixe uma resposta