Suspensão a ar, suspensão fixa ou de rosca? Entenda as diferenças

 

suspensão para carro modificados

Suspensão a ar, fixa ou suspensão de rosca? Hoje o blog da Gasnag vai te mostrar diferentes tipos de situações e indicar qual a melhor suspensão à se instalar, de acordo com o seu projeto.
Existem vários tipos de suspensões disponíveis no mercado, contudo, as três principais são: suspensão a ar (pneumática), suspensão fixa e suspensão de rosca, cada uma delas contém características que se enquadram bem a um tipo de projeto de customização automotiva.

Não é possível dizer qual a melhor suspensão e sim qual a melhor para um determinado projeto, por isso, é necessário saber o que se pretende: quer fazer o rebaixamento do seu carro somente para andar com mais conforto? Pretender instalar a suspensão no veículo para participar de corridas em autódromos?

A seguir vamos bater mais um papinho sobre cada uma das suspensões automotivas.



Suspensão a ar

O tipo de suspensão mais popular no Brasil, os modelos a ar funcionam com bolsas pneumáticas (ar) que são inseridas no lugar onde estavam as molas helicoidais do carro, essas bolsas inflam ou esvaziam, assim é possível regular a altura do veículo, levantando ou rebaixando-o, e a entrada e saída de ar de cada bolsa é controlada por uma válvula. Todo esse processo ocorre em questão de segundos e, para maior comodidade, é feito via controle remoto.

A suspensão a ar, ao contrário do que muitos temem, se for de material de qualidade irá durar uma vida toda sem estourar ou provocar vazamentos, e para comprovar isso, temos como exemplo os veículos do transporte coletivo que utilizam suspensão a ar.

Para melhorar o conforto é indicado que se usem amortecedores de acordo com o solo.

Os benefícios da suspensão a ar são muitos, e vão desde a distribuição do peso, por igual, entre os pneus, até a diminuição dos ruídos, além do que, carros com suspensão ar possuem maior conforto na hora de passar por quebra-molas. Alguns modelos de carros com suspensão a ar são: Rolls-Royce e os modelos da nova geração do Mercedes Benz Classe C.

Em se tratando de solo, a suspensão a ar é indicada para quem gosta de andar com o veículo rebaixado ou quem deseja maior conforto, mas vale atentar para o uso correto dos amortecedores, que deverão ser escolhidos segundo o tipo de terreno, tanto para melhorar o conforto quanto para regular a altura em relação ao chão, no caso do rabaixamento.

 

Suspensão fixa

A suspensão fixa tem a vantagem de se constituir num sistema mais compacto, funcionando com quatro amortecedores e quatro molas, ela é perfeita para quem vai usar o veículo em solo com pouquíssimas ou nenhuma variação, já que a regulagem de altura é feita de forma exata. Ela também é conhecida como suspensão esportiva.

Esse tipo de suspensão é ideal para quem tem um veículo com alto desempenho e quer absorver impactos e dar mais estabilidade para o carro, em curvas, paradas e largadas, esse tipo de suspensão especial também ajuda a evitar capotamentos, já que ela auxilia nas curvas transferindo a força de baixo para cima e evitando que o carro siga um movimento contínuo.

Suspensão de rosca

Uma suspensão de rosca funciona basicamente com um sistema de flanges e roscas, onde você faz a regulagem da altura de cada mola da suspensão. A suspensão de rosca é indicada para ser utilizada nos mais distintos solos, e por conta do seu ajuste ser manual, pode acontecer de você regulá-la e ficar legal num determinado solo, enquanto que em outro nem tanto.

O uso dessa suspensão no carro precisa ser feito de forma a agradar o gosto pessoal, ou seja, ir ajustando até encontrar ali uma “configuração” que vai ficar confortável e com bom desempenho em ambos os casos: rodando numa pista ou na rua.

Esse tipo de suspensão especial é viável por sem mais econômica e pode ser usada em qualquer tipo de solo.

 

Melhor suspensão para seu carro: conclusão

Como já havíamos dito anteriormente, cada tipo de suspensão, seja ela fixa ou regulável, desempenha bem o seu papel em determinada situação ou projeto, devendo ser analisados vários pontos antes da escolha, que vão desde: conforto dos passageiros, rebaixamento, tipo terreno, dentre outras coisas.

Agora cabe a você decidir qual será mais vantajosa para o seu projeto ou orçamento.
Lembrete: segundo as normas estabelecidas pelo Contran, para os veículos rebaixados, a distância não pode ser menor que 10 cm do solo. Fique atento à isso.



Um comentário em “Suspensão a ar, suspensão fixa ou de rosca? Entenda as diferenças

Deixe uma resposta