Quem quer ser um milionário?

Poderoso Audi R8 Coupé V10 plus desembarca no Brasil por intangíveis R$ 1.170.990; equipado com motor V10, esportivo vai de 0 a 100 km/h em 3,2 s

 

O Audi R8 Coupé V10 plus acaba de chegar ao Brasil. Segundo a Audi, o superesportivo foi “redesenvolvido do zero”. A versão de topo de R8 vem equipada com um motor V10 5.2 FSI de brutais 610 cv e 57,1 kgfm, capaz de acelerar o carro de 0 a 100 km/h em apenas 3,2 s, com velocidade máxima de 330 km/h. “Esse é o modelo de produção mais rápido e potente já criado pela nossa marca, oferecendo alto desempenho e emoção para quem dirige”, afirma Johannes Roscheck, o novo presidente e CEO da Audi do Brasil. Por aqui, o preço é tão imodesto quanto Tony Stark – parte de R$ 1.170.990.

Com dez cilindros em V, o motor central-traseiro 5.2 FSI do R8 Coupé V10 plus, além de arrancar suspiros dos apreciadores da tecnologia automotiva, é um dos mais bonitos produzidos pela indústria mundial. Ciente desses atributos estéticos do “powertrain”, o R8 o deixa exposto, sob uma tampa de vidro transparente, logo atrás do habitáculo. A transmissão é uma S tronic de sete velocidades, e o sistema de tração integral Quattro, tradicional da marca, aparece em uma versão recém-aprimorada, de última geração. A distribuição de torque se adapta às condições de direção – em casos extremos, 100% do torque pode ser transmitido para o eixo dianteiro ou traseiro. A carroceria é composta por mistura de diversos materiais, como alumínio e polímeros reforçados de fibra de carbono. O R8 V10 plus tem peso em ordem de marcha de 1.580 kg – é 50 kg mais leve que seu antecessor, apesar da dose extra de equipamentos e da maior rigidez torcional, que aumentou 40%. E a suspensão duplo A é do tipo utilizado em carros de corrida.

Belas curvas

Em termos de design, o novo R8 Coupé V10 plus não faz feio. Muito pelo contrário. O capô é extenso e o perfil tem linhas fluidas, com um entre-eixos relativamente curto. Por dentro, a proposta é que o condutor atrás do volante do novo R8 se sinta como um piloto de corridas. O botão start-stop e o seletor do drive select ficam no volante multifuncional. Há ainda um botão para controlar o sistema de escape, deixando o esportivo com um ronco ainda mais poderoso, e um seletor que ajusta o coeficiente de atrito para três diferentes condições de rodagem: seco, molhado ou neve. Em termos de equipamentos de série, o R8 Coupé V10 plus também ostenta.

Por dentro, além do ar-condicionado automático, oferece bancos dianteiros esportivos elétricos com ajuste pneumático, aquecíveis e revestidos de couro napa fina com costuras padrão diamante. O R8 é equipado com airbags frontais, laterais e de cabeça, além do sistema Audi magnetic ride, que ajusta a rigidez da suspensão por meio de campos magnéticos, entre outras dezenas de itens de série.

Modelo é instigante e poderoso ao acelerar

Para testar um carro de corrida, nada como um autódromo. Ciente disso, a Audi apresentou o novo R8 Coupé V10 plus na pista da Fazenda Capuava, em Indaiatuba (SP). A apresentação incluiu apenas três voltas no circuito travado, de cerca de 3 km.

Ainda que o motorista tenha toda a informação sobre o torque e a potência oferecidos pelo motor 5.2 FSI V10, é impossível não se surpreender com a sensação quando se pisa pela primeira vez até o fundo do acelerador. O som do propulsor V10 aspirado é poderoso, e a impressão é que se está em um foguete.

As costas do motorista se afundam profundamente no banco. Para quem está atrás do volante, a percepção é a de que se está em um videogame. A forma com que o R8 Coupé V10 plus acelera é tão absurdamente rápida que nem parece o mundo real, e a realidade pode ser perigosa. Sem dúvida, é um brinquedo divertidíssimo para milionários extravagantes. (LH/AP)

 

Deixe uma resposta