Chefe da RBR defende que Vettel e Hamilton assumam rivalidade

Depois de polêmica no Grande Prêmio de Azerbaijão, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton colocaram panos quentes na rivalidade durante as entrevistas doGP da Áustria, que foi realizado no último final de semana. Contudo, nem todo mundo ficou convencido com as declarações dos pilotos da Ferrari e Mercedes.

Christian Horner, diretor da Red Bull, acredita que o discurso proferido pelos dois primeiros colocados do Mundial de Pilotos foi apenas algo produzido pelas assessorias de imprensa. “Não dá para confiar nessa coletiva de imprensa. Foi apenas um espetáculo de assessoria para deixar a FIA feliz. Tenho certeza que ambos estavam respeitando instruções bem rígidas”, declarou em entrevista ao Daily Mail.


Vettel lidera a F1 com 171 pontos, enquanto Hamilton é o segundo com 151 pontos (Foto: Lluis Gene/AFP)

O executivo britânico também acredita que tanto Vettel como Hamilton deveriam mudar a sua postura e assumir a rivalidade, uma vez que os fãs do automobilismo e da Fórmula 1 aprovariam uma disputa entre os dois.

“Neste momento eles estão se odiando, basicamente porque um entra no caminho do outro para alcançar seu objetivo. Seria muito melhor que eles fossem diretos e não ficassem com esse papo de assessor. Seria melhor para os torcedores que fossem claros, tem de haver essa rivalidade”, argumento.

Christian Horner foi além e ainda citou a rivalidade de Ayrton Senna e Alain Prost para defender a sua opinião em relação à possibilidade do alemão e o inglês assumirem que o clima nos bastidores é de rivalidade.

“A rivalidade tem todos os ingredientes para acontecer, eles são muito diferentes. Você tem de um lado a precisão germânica de Vettel, o trabalho duro e a personalidade reservada, enquanto do outro está o talento natural, quase que de estrela do pop que é Lewis. Espero que pegue mais fogo ainda na segunda metade do ano. Algumas das melhores corridas que vi foram entre Senna e Prost. O esporte precisa de vilões e heróis para poder escolher”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *